O Buffet…

Baixamos um belo dia (noite na verdade) no buffet… e adivinhem… estavam fazendo um evento de degustação aos noivos que já haviam fechado o contrato… aaaa meu anjo da guarda é muito legal comigo!!!

Encontramos vários noivos felizes, com seus familiares experimentando as comidas do cardápio, pudemos ver as comidas, as disposições das mesas e o espaço decorado… e ainda nos ofereceram a degustação do jantar, não foi necessário, estava tudo como eu gostaria que estivesse!

Sentamos numa mesa, com salgadinhos e refrigerante da degustação, e seguimos em busca da tão esperada data! Há… a data…era um dia de Fevereiro de 2014, eu queria casar num sábado de Maio de 2015 (não queria mais nada né?!?), lógico que não tinham mais vagas… fiquei em choque! Não tinham mais vagas pra sábados de Maio, nem de Junho, só uma vaguinha pra um sábado de Julho… sábado de emenda de feriado… Meu Deus… o que seria de mim??? Agosto minha vó dizia que não era bom pra casar (se ela disse está dito!), Setembro e Outubro não posso tirar folga do trabalho, Novembro já é um baita calor e meu namorado não ia se sentir bem de terno e tals… Dezembro é época de férias e Natal, muita gente ia se complicar pra ir no casamento… acreditem que tudo isso se passou na minha cabeça em questão de segundos… hajam Ticos e Tecos para tantos pensamentos….

Voltamos ao único sábado disponível em Julho… dia 11 de Julho de 2015… feriado prolongado em São Paulo… 9 de Julho é dia da Revolução Constitucionalista.

A esta altura eu estava quase engolindo o calendário pra ver se tinha uma luz… foi neste momento divino que reparei uma coisa… se é feriado prolongado e as pessoas terão suas dificuldades de ir ao casamento, vão viajar e tals… porque não fazermos na véspera do feriado???? Assim as pessoas podem ir ao casamento e quem for viajar, vai no dia seguinte pela manhã, e quem não for viajar, terá bastante tempo pra curtir sua ressaquinha…

Pedi o orçamento para o mocinho do buffet para a bendita quarta-feira, véspera de feriado… daí veio meu momento de ouvir a música Hallelujah… ouvi sininhos e vi fogos de artifício na minha frente… o preço para casar de quarta-feira era MUITO mais barato!!!

Pegamos nosso orçamento lindo e reluzente e fomos pra casa respirar e fazer mais contassssssss… outro ponto bem positivo do buffet, não nos apertaram pra fechar na hora, eu não gosto de pressão… já basta no trabalho!

Fizemos nossas contas, colocamos na nossa super planilha de Excel e adivinhem?!? Podíamos fechar!!! Uhu!!!

Liguei e marcamos um dia pra ir oficialmente e contratarmos o Buffet!!!

MISSÃO BUFFET: CUMPRIDA!

Decididos que vamos nos casar!!!! E agora?????? =S

Pois é… e agora???? Por onde começamos???? NAUMMMM SEI! Hihihi

Bora pra internet outra vez! Listas de preparativos, o que deve fazer primeiro, e muitas páginas e blogs dizendo que contratar uma assessoria de casamento é muito bom!

Achei a ideia ótima!!! Mas desde o início pensei: “hummm, será que cabe no meu orçamento?”

Pesquisei algumas referências, perguntei para algumas pessoas próximas que usaram os serviços de assessoria e todas as respostas foram similares: “se você tiver condição, contrate!”

Chegamos a conversar com uma pessoa muito legal, super indico mesmo, apesar de não ter contratado os serviços dela… hihihi mas que fique claro que não contratei por outras razões, primeiro porque o buffet que queria contratar (achado da internet) não aceita assessoria externa, eles oferecem o serviço interno entendem… e também porque meu orçamento casamentístico é um tanto apertadinho…

Bem, sem a assessoria, seguimos nós nas buscas e mais buscas… acreditem, eu cheguei a buscar as noivas que já haviam se casado no buffet nas redes sociais e entrei em contato na maior cara larga pedindo referências… afinal, sempre aprendi que a melhor propaganda é o boca a boca… e acreditem, encontrei! Tive várias respostas, fiquei amiga de algumas noivas em especial de uma que ainda vai se casar lá no buffet, antes de mim, estamos trocando várias figurinhas e descobrindo cada detalhe que vai fazer a maior diferença na composição da festa!

Com as referências em mãos, decidimos que queríamos fazer a nossa festa naquele buffet! =D

Agora precisávamos negociar muito o preço e o prazo e encontrar uma data…

Depois que tivéssemos a data, o buffet… só precisaríamos escolher uma igreja, e todo o resto… hihihi… um passo de cada vez… vamos ao buffet fazer um orçamento. (frase do noivo)

Tudo começou… há um tempo atrás… na ilha do soolll…

É isso… cada pessoa com sua história, com um caminho já trilhado até chegar por aqui, neste momento de óóóóóóóó… CASAR!!!

Normalmente são dois caminhos: ou você foi pega de surpresa com um pedido de casamento (que lindoooooo), ou você e seu eleito chegaram num consenso de que era hora de pensarem no assunto… em qualquer uma das situações, em algum momento veio a questão: Casamos ou Compramos uma bike???

Eu acho que o casamento é um momento único, afinal, ninguém espera casar mais de uma vez!

Mas confesso que pensei (junto com meu noivo é claro) em abrir mão de festa e fazer uma cerimônia simples pra família e pronto (porque da benção de Deus e da nossa família eu não abriria mão de jeito nenhum!).

Pensamos e chegamos a decidir que seria assim, até que um dia não sei porque… entrei na internet (minha amiguissíssima!), e googlei casamento simples, casamento econômico, casamento informal… e perdi as estribeiras… passei horas pesquisando e pesquisando…

Como uma boa profissional de finanças, fiz minha projeção financeira para os próximos anos (sim sim, anossss), e montei um orçamento para o casamento… claro que eu poderia pagar.

Quase matei meu noivo do coração quando cheguei em casa e soltei um: “Amor, vamos casar?!?!”… hihihi nunca vou esquecer a cara dele naquele momento… passado o quase infarto, ele começou a ver que se tudo saísse nos conformes, conseguiríamos sim ter uma festinha simples e muito bacana! Mas caso não ganhássemos na Mega Sena até o casamento, teríamos que ter muito auto controle pra não escorregar no orçamento…

E lá fomos nós, rumo aos preparativos!!!! IUPI!!!! =D