Casar na Igreja… A Saga… Capítulo: Decorador… Parte 2! =S

Chegou o Nosso Grande Dia!

Depois de muitos preparativos e muita coisa pra contar aqui… chegamos na igreja! Na Nossa Cerimônia de Casamento… mal dava pra acreditar que tinha chego!

Óbvio que o noivo chegou primeiro que eu… rsrrs ainda bem né?!?

Minha amiga assessora (depois conto dela) já tinha passado por lá, me mandado umas fotos pra me tranquilizar que a decoração estava linda já tinha pego o buquê e deu pro meu irmão levar pra mim no cabelereiro (outro post mara que virá logo logo).

Quando o meu Love chegou lá, o decorador veio trazendo os “botões” de flor das lapelas, meu amor carinhosamente apelidou os “botões” de PINHAS. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ele simplesmente disse que não iria usar aqueles negócios gigantes e horrorosos… eu nem cheguei a ver os benditos, mas sei por comentários que eram PINHAS de árvores de Natal… deixa pra lá, nem queria botões na lapelas mesmo… (nosso espírito evolui nessa época também).

Eu recebi o buquê no salão que estava me arrumando (outro super post que virá).

Meu irmão chegou cedo (eu sou neurótica com pontualidade), levou os dois buquês pra eu escolher… hahahhahaha isso mesmo! Os Dois Buquês!!!

Porque quando fechei a decoração da festa, pedi o buquê de brinde… e ganhei! Logo, tinha 2 pra escolher o mais bonito na hora! (malukete e prevenida)

Bem, o buquê escolhido foi o feito pelo decorador da festa (eu nem sabia quem tinha feito qual, escolhi só pela beleza do buquê mesmo…) e fui pra igreja com meu irmão, meu buquê e meu vestido TOP (outro post que vai deixar vocês bem felizes… é sim possível ter um vestido lindo e com preço justo).

Chegando na igreja, ainda no carro… dei de cara com o decorador da igreja (ficou uma fera que eu não estava com o buquê que ele fez, ficou fazendo caretas no carro, muito, muito, muito inconveniente… mas meu irmão percebeu e tirou ele de perto de mim… mais uma vez o espírito evoluindo… rsrs

Passado o estresse… me concentrei, entrei na igreja que estava linda demais!!!

Cheia de gente, decoração super linda, a orquestra tocando e cantando como anjos, as pessoas sorrindo e emocionadas e eu… eu nervosaaaaaaaa, tremia igual varetinha no vendaval, sorria como se todos fossem dentistas… estava tão nervosa e tão feliz e tão eufórica e tão tudo ao mesmo tempo que nem dá pra escrever… mas como se Deus estivesse segurando minha mão, fui me acalmando, respirando e acreditem, me lembro das carinhas, dos olhos das pessoas, dos sorrisos, dos “lindas” que ouvi no caminho do altar… e lá no altar estava ele, meu amor… o homem que escolhi pra ter o resto da vida… meu daqui a pouco marido… lindo, sem a PINHA na lapela, sorrindo e me olhando com os olhos mais lindos da face da Terra…

Aquele momento valeu cada estresse, cada suspiro, cada lacinho, cada momento que vivi na vida toda foi recompensado por aquela horinha no altar (porque o nosso Padre Paulo Afonso, se deslocou de São Bernardo do Campo para São Paulo só pra celebrar nosso matrimônio e fez a celebração mais linda que já vi, nem percebemos que durou quase 1 hora…)

Igreja e Decoração

Casar na Igreja… A saga… Capítulo: Decorador

Lá vou eu relembrar essa parte… já disse que me casei numa quarta-feira?!?

Pois é… casei numa quarta-feira, porque o buffet é bem mais barato dia de semana (e encontramos a data véspera do feriado da Revolução Constitucionalista… 09 de Julho que é feriado em SP e passa despercebido…)

Mas disso falamos outra hora, voltando… casei numa quarta-feira e era a única noiva da igreja… tinha que arcar com os custos da decoração sozinha (o que ficou bem mais barato do que pagar o buffet numa sexta-feira ou sábado).

Eu não tive problemas de gosto com outras noivas, e eu queria a igreja toda decorada em fores brancas e folhagens verdes, tipo básica e bonita… e consegui!!!

Massssssss como nem tudo são flores… rsrsrs

Eu tinha duas opções nos bendito Livrinho dos Noivos, uma decoradora nem sequer me atendeu direito, foi péssima na entrada, eu que não ia pagar pra ver na saída…

E a outra opção era um casal do interior que vinha decorar quando necessário, nos atenderam tipo bem, fizeram um contrato com sulfite e carbono no meio (essa vou guardar pra sempre)!

Mas eram “cadastrados” da igreja e confiamos… fechamos a decoração, a montagem e desmontagem, as flores das madrinhas e os botões das lapelas dos padrinhos e do noivo… pedi o buquê de brinde… ganhei! Mas confesso que fiquei um pouco receosa, só tinha visto a decoração branca da igreja, não conhecia o trabalho deles, não tem Facebook, página na internet, whatsapp… nada. Fiquei com aquela pulguinha atrás da orelha, mas era um brinde… ok!

Nesse ponto eu nem sequer pude cotar preços fora, afinal, se trouxesse alguém de fora… dá-lhe a “taxa de cadastro” da igreja…

Fechamos e começamos a rezar pra dar tudo certo, a gente reza pra caramba essa época!